Áreas integradas

Os objetivos da Reserva Ecológica Nacional (REN) são prosseguidos mediante a integração de áreas de proteção do litoral, de áreas relevantes para a sustentabilidade do ciclo hidrológico terrestre e de áreas de prevenção de riscos naturais, a delimitar nos termos do capítulo II do Decreto-Lei n.º 166/2008, de 22 de Agosto, alterado e republicado pelo Decreto-Lei n.º 239/2012, de 2 de novembro, de acordo com as correspondentes tipologias.

Áreas de proteção do litoral

  1. Faixa marítima de proteção costeira
  2. Praias
  3. Barreiras detríticas
  4. Tômbolos
  5. Sapais
  6. Ilhéus e rochedos emersos no mar
  7. Dunas costeiras e dunas fósseis
  8. Arribas e respetivas faixas de protecção
  9. Faixa terrestre de proteção costeira
  10. Águas de transição e respetivos leitos, margens e faixas de proteção

Áreas relevantes para a sustentabilidade do ciclo hidrológico terrestre

  1. Cursos de água e respetivos leitos e margens
  2. Lagoas e lagos e respetivos leitos, margens e faixas de proteção
  3. Albufeiras que contribuam para a conectividade e coerência ecológica da REN, bem como os respetivos leitos, margens e faixas de proteção
  4. Áreas estratégicas de proteção e recarga de aquíferos

Áreas de prevenção de riscos naturais

  1. Zonas adjacentes
  2. Zonas ameaçadas pelo mar
  3. Zonas ameaçadas pelas cheias
  4. Áreas de elevado risco de erosão hídrica do solo
  5. Áreas de instabilidade de vertentes